4 dicas para driblar o isolamento social

homem de blusa lilás trabalhando no home office com mesa, estante e cadeira branca

Oieeee genteeee…como vocês estão?

Alguns podem me responder a essa pergunta que não estão muito bem, que se sentem desanimados e que a vida poderia ser melhor. Esses sentimentos podem ser a consequência do isolamento social que muitos freelancers acabam sofrendo.

Nós temos inúmeras vantagens. Trabalhamos em casa, temos horários flexíveis, não temos um chefe, mas também há pontos negativos na profissão, assim como em várias outras. Um deles é o isolamento social.

O que é isolamento social?

O que come? De onde vem? Para onde vai? O isolamento social é algo que ocorre quando alguém se afasta das coisas que o rodeiam de maneira INVOLUNTÁRIA. Normalmente, as pessoas se isolam por motivos emocionais como, por exemplo, não gostar do próprio corpo e, por isso, deixa de sair de casa.

Outro motivo que tem bem mais a ver com o nosso dia a dia é o trabalho. A facilidade de poder trabalhar em casa pode fazer com que a gente se sinta mais afastado das outras pessoas, especialmente quem mora sozinho. 

Você não tem colegas de trabalho e os seus horários são diferentes dos seus amigos. Por exemplo, quem é mais produtivo à noite pode deixar de sair para tomar aquela cervejinha porque se ele não produzir não ganha e se não ganhar, não paga as contas.

Porém, esse tipo de situação pode causar muitos problemas emocionais. Eu mesma já senti bastante falta de ter colegas de trabalho, ter pessoas para conversar sobre o meu dia a dia. conversar sobre situações que o outro também conhecia. 

E como não sofrer com esse isolamento?

Eu sei que é ótimo ficar em casa vestido de mendigo, mas que tal sair um pouco para ver outras pessoas e a luz do sol?

zumbi saindo da caverna

Bom, vou dar dicas aqui sobre como sair desse isolamento social, algumas que me ajudaram e vêm me ajudando bastante.

1. Vá praticar alguma atividade física

Eu, como gosto de musculação (sei que não parece kkkk), voltei a malhar. É o meu horário preferido do dia. Fui para uma academia pequena e isso me ajudou a conhecer e conversar com todo mundo em pouco tempo. Eu brinco com todo mundo, faço resenha e claro, malho né gente? Mas é muito bom!

2. Chame os amigos para sair

“Meus amigos não me ligam mais mimimi, mimimi, mimimi”…sua mão não quebra se você mandar uma mensagem chamando a galera pra sair ok? Pode ser que eles estejam apenas esperando uma iniciativa sua e o máximo que você pode conseguir é um SIM, porque o não você já tem!

3. Viaje

Viajar também é uma ótima maneira de sair do seu isolamento e também da zona de conforto. 

Por exemplo, tenho um amigo que vai a cada 15 dias para uma cidade aqui perto chamada Santo Antônio de Jesus (próxima de Salvador). Como minhas primas moram nessa cidade, eu pego carona com ele às vezes pra ir e voltar. 

Saio um pouco do modo automático e consigo mudar a minha rotina. 

Vocês podem também viajar sozinhos. Mesmo quem trabalha de maneira convencional tem dificuldade para marcar uma viagem com os amigos, quem dirá nós freelancers. Temos horários bem diversos, então nada de ficar esperando por outra pessoa para pegar a estrada.

4. Vá para um coworking

Semana passada eu falei aqui sobre os escritórios compartilhados. Eu comecei a trabalhar em um aqui na minha cidade e amei. Conheci gente nova e, o melhor de tudo? Eles estão querendo contratar os meus serviços como redatora para alimentar o blog deles. Não é ótimo?

Todo mundo é extremamente simpático e lá eu me sinto bem à vontade. Só o fato de estar em um local diferente e agradável, já reduz essa sensação de isolamento social.

E vocês? Fazem o que para não se sentirem isolados por conta do nosso estilo de trabalho? Contem aí blza?

Anúncios

3 comentários em “4 dicas para driblar o isolamento social

  1. Levei tantos anos para conquistar essa liberdade que ainda não passou a euforia um ano depois rsrs… Sou Nômade digital, trabalho como ghost-writer e estudo para ser Redatora digital.
    Mas é verdade o que vc comenta e é preciso se preparar. No inicio, senti um certo ressentimento por parte dos colegas de trabalho quando eu aparecia para almoçarmos juntos no lugar de sempre ou nos barzinhos de Copacabana no happy hour das 6as feiras. Procurei exercer atividades em grupo, como frequentar academia ou um coral. Mas ao viajar, estamos sozinhos mesmo e hoje procuro pesquisar o que uma cidade oferece para grupos interessados em compartilharem.
    Foi então que descobrì a baixa estação com oferta de ateliers de Arte, de Moda, concertos (tudo gratuito) e as passagens low cost pela Europa. Não tenho nada a reclamar se estou no momento trabalhando em Ibiza no computador e alternando o digitar com fazer artesanato para vender numa feira famosa daqui, onde passo o final de semana com novos amigos. Ao final do dia vamos comer paella ou tortillas com cerveja e dançar. Viajo para Paris a 48 euros na próxima 5a feira, para passar uns dias pesquisando para o livro de um cliente e alternarei com a frequência a alguns ateliers de Arte no Pompidou. O segredo é adquirir habilidades que possibilitem ganhos diversos em cidades/países diferentes para manter sempre suas finanças em dia.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Menina que show!! Parabéns! Essa liberdade que a gente tem não tem preço né? Muita gente quer ter, como os seus ex-colegas de profissão, mas não querem arriscar nada. Aí fica realmente difícil! 🙂

      Gostei das dicas 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s