Essencialismo: a disciplinada busca por menos

Hoje vamos de resenha de novo, mas dessa vez é de um livro bem interessante chamado Essencialismo.

Pelo nome já dá para imaginar do que se trata. O que é algo essencial? O que é e o que deve ser essencial na sua vida? O assunto principal do livro aborda como podemos ser um grande sucesso naquilo que fazemos quando focamos apenas no que é essencial.

Esse livro caiu como uma luva para mim já que eu passei muitos anos dando voltas e voltas e não chegando a lugar algum. Por exemplo, queria fazer várias coisas ao mesmo tempo: curso de inglês, concurso público, carreira de redatora, fazer um curso técnico de marketing digital ou graduação em letras e assim por diante. São muitos planos para pouco tempo.

E o que acontece quando você foca em várias coisas ao mesmo tempo? Não foca realmente em nada. O nosso cérebro não consegue ter total atenção quando fazemos várias tarefas ao mesmo tempo.

Quer um bom exemplo? Muitas pessoas afirmam que conseguem falar ao celular e dirigir ao mesmo tempo (nem deviam fazer isso se não quiserem levar uma multa). Isso não é mentira, elas realmente conseguem, mas não conseguem dirigir tão bem enquanto estão falando ao celular, O cérebro só se concentra em uma coisa de cada vez.

Bom, vamos ao que interessa. Vou falar um pouco sobre o livro para que vocês tenham uma visão mais ampla dessa leitura.

Essencialismo: a disciplinada busca por menos

A ideia principal do texto é que a pessoal essencialista consegue fazer mais em menos tempo e ainda consegue fazer com maior qualidade. O resultado é surpreendente porque ele foca apenas nas coisas mais importantes.

Esse é um livro ideal para aquela pessoa que se sente sobrecarregada, que tem dificuldade em dizer não para as pessoas e acaba fazendo várias coisas que são essenciais para a vida dos outros, mas não para a sua própria vida.

Esse livro não trata de uma técnica para aumentar a sua produtividade, mas sim de uma forma de viver, um estilo de vida. Trata-se de separar o que é realmente importante para o seu propósito de vida.

O grande problema de tentar fazer tudo e sempre estar abrindo concessões é porque esse tipo de decisão nos afasta cada vez mais do nosso propósito. Dessa forma, você permite que outras pessoas decidam de que maneira você deve viver. Assim, quando não focamos no que é essencial, a maior tendência é que fiquemos frustrados com os resultados dos nossos esforços.

A pessoa essencialista toma as próprias decisões e sabe definir com facilidade o que o levará mais perto para o propósito, afastando-se assim do que não levará. Parece simples não é mesmo? Mas é um hábito difícil de ser cultivado e que exige um grande esforço e policiamento constante da nossa parte.

Principais características do livro

  • Quantidade de páginas: 272;
  • Autor: Greg Mckeown;
  • Ano de edição: 2015;
  • 1ª edição.

Eu comprei o e-book que está de R$ 17,99 na Amazon. Eu recomendo bastante a leitura que é bem didática e muito tranquila viu gente? Vocês não encontrarão um linguagem cheia de palavras difíceis e rebuscadas. Portanto, aproveitem para melhorar os seus hábitos!

 

 

Anúncios

3 comentários em “Essencialismo: a disciplinada busca por menos

  1. “Essencialimo” parece muito com outro livro, “A única coisa”. Será que se trata apenas “mais do mesmo”, como não perder o foco? Ou, como se diz em linguagem musical: são “variações sobre o mesmo tema”? É aí que se percebe a importância da edição de tantos livros publicados sobre os mesmos temas, pois certamente um deles vai conseguir atrair a atenção do leitor e, como vemos na música, tocar sua sensibilidade.
    Mas em tempos de internet, a atenção dos leitores se divide por tantos interesses que se torna complicado focar num só. Talvez porque esse propósito ou objetivo principal a ser focado requer informações, pesquisas e aprendizados muito diversos ao longo do tempo, para ser alcançado. Fica mais fácil criar um projeto dentro de uma Linha de Tempo e encaixar pequenos objetivos semanais e mensais como se fosse um passo a passo.

    Curtir

    1. Tive essa mesma impressão em relação aos dois livros. E concordo contigo sobre ser complicado em focar em uma coisa só. Até porque nós não precisamos gostar de uma coisa só não é mesmo? Eu faço dessa forma que você falou: encaixo pequenos objetivos na minha rotina como num passo a passo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s